Notícias

Inovação, conteúdo e conhecimento na 17° edição do ADVBeer

A 17° edição do ADVBeer foi repleta de informação, troca de experiência e um convite a sair da zona de conforto com projetos inovadores. O happy hour com conteúdo aconteceu na última quinta-feira, 18 de julho, na sede da ADVB/RS e reuniu cerca de 100 pessoas, entre associados e convidados. Na ocasião, os painelistas reforçaram a ideia de que, para atingir resultados inovadores, independente do cenário, é necessário que profissionais atuem juntos em modelos de cocriação.

O evento iniciou com o lançamento do Festival da Transformação, feito pelo diretor de marketing da ADVB/RS, Ramiro Martini. Em um novo formato, o FT será realizado em março do ano que vem na área externa da instituição: “Cria-se um outro ambiente para o ciclo de palestras, tornando-o mais próximo de Porto Alegre e fazendo com que os participantes estejam mais integrados entre si” – afirmou Ramiro. Durante o painel, o CEO da Floripa Conecta, Marcelo Bohrer, apresentou o case do movimento que pretende unificar as principais cenas da capital catarinense, independente do segmento. Segundo Marcelo, a ideia principal é proporcionar trocas e experiências ao reunir diferentes assuntos emergentes em Florianópolis: “Já não faz mais sentido fazer as coisas sozinho, juntos e misturados atingimos resultados muito melhores” – explicou.

Também integrante do painel, o criador da SWP, Leonardo Branco, trouxe a visão do interior do Estado, que enfrenta barreiras muito maiores para participar de eventos e capacitações: “Viajamos quatro horas para ouvir apenas uma hora, e isso vale a pena porque precisamos participar, mas também é necessário que voltem o olhar para o interior” – falou o profissional. O comunicador Porã, também participante do painel, reforçou a ideia de que o povo gaúcho ainda precisa se abrir mais para ideias que estão fora do Estado, sem deixar de valorizar o produto interno: “Temos que quebrar a fronteira de Porto Alegre com o resto do país. O gaúcho, muitas vezes, ainda se fecha com a cultura antiga de que o Rio Grande do Sul é melhor em tudo. Não conseguimos resolver as coisas de hoje se a cabeça continua do século passado” – completou.

Últimas Notícias:

Veja todas as notícias