Notícias

Lado humano das transformações digitais é destaque na curadoria de Laura Sperotto para o FT 18

Laura Sperotto é outro grande nome que integra o time de curadores do FT 2018. Laura é Cofundadora da Duo Apoio à Gestão Empresarial, graduada em Engenharia pela UFRGS e possui MBA em Gestão de Projetos pela Unisinos e pós-graduação em Dinâmica de Grupos pela SBDG. Também possui vasta experiência profissional, contando com 12 anos de atuação no SEBRAE/RS, onde buscava a promoção de micro, pequenas e grandes empresas, além de ter atuado em empresas como Gerdau, CDL POA e Fundatec.

Em sua curadoria, Laura pretende abraçar empreendedorismo e comportamento humano, buscando trazer não apenas cases de sucesso profissionais, mas histórias inspiradoras e conhecimentos transformadores. “Busquei temas e pessoas que possam criar debates oportunizando diferentes pontos de vista sobre um mesmo assunto”, explica. “Não acredito em preto ou branco, em certo ou errado, acredito que opiniões e percepções devem ser compartilhadas, assim surgindo o conhecimento”, exaltou.

“Precisamos valorizar a nossa cidade e as pessoas que vivem aqui. O FT é o evento que pode colocar Porto Alegre no circuito dos grandes eventos nacionais. Tenho certeza, pela experiência do ano passado, que o FT irá tocar as pessoas para a mudança individual, que leva ao resultado coletivo”, destaca Laura ao salientar os grande profissionais que existem em Porto Alegre, e a capacidade da cidade em formar líderes que, por vezes, acabam saindo daqui e ganhando destaque em outros centros.

Laura acredita que o grande centro das transformações que estamos vivendo é o ser humano. “Ainda que tecnologias e máquinas estejam substituindo pessoas das formas mais variadas, pessoas sempre serão necessárias. Outro dia li uma mensagem que representa o que acredito, ela dizia ‘no futuro as máquinas serão espetaculares em dar respostas e nós precisamos ser espetaculares em fazer as perguntas’. Nosso papel será fazer as perguntas certas, investigar o que nunca foi pensado, e a tecnologia poderá cuidar de encontrar respostas”, explica.

“Quem tem interesse em desbravar o novo, conhecer novas possibilidades, acessar histórias, exemplos e modelos terá esta chance de “mão cheia” no FT. Quem está insatisfeito com os resultados, sejam seus próprios, da cidade, país ou mundo, deve comparecer e ter acesso a oportunidade de fazer e conquistar diferente”, exalta Laura ao convidar o público para participar do Festival da Transformação 2018.

Últimas Notícias:

Veja todas as notícias