Notícias

Pensar no fator humano das transformações tecnológicas é o foco de Daniele Lazzarotto, curadora do FT 18

O Festival da Transformação 2018 – FT 18 – está se aproximando e, para construir uma vasta programação repleta de conhecimento, o evento conta com um time importante de curadores. Entre estes nomes está o de Daniele Lazzarotto, fundadora da Tricô, consultoria especializada em estratégia para mercas e negócios.

Daniele é formada em publicidade e pós graduada e Branding pela PUCRS. Com mais de 10 anos de experiência em planejamento em agências de propaganda, esteve envolvida em estratégias para marcas como Sicredi, Piccadilly, Walmart, Grupo RBS, PUCRS, Moinhos Shopping entre outros. Também foi Presidente do Grupo de Planejamento do RS entre 2014 e 2017 e foi, por três vezes, indicada a “Profissional de Planejamento do Ano” pela ARP e conquistou o prêmio em 2016.

“O FT levanta uma pauta muito pertinente: a transformação de modelos. O que estou buscando na curadoria de conteúdo para este ano é levantar uma discussão sobre o impacto do fator humano na transformação de modelos”, explica Daniele. “Falamos muito sobre o impacto da evolução tecnológica e muitas vezes nos esquecemos que toda tecnologia é pensada por pessoas e adotada por pessoas”, destaca.

Daniele acredita que as possibilidade oferecidas pelo FT são essenciais para o fomento do mercado. “Ouvir a experiência dos outros e adaptar à nossa própria realidade é uma das formas mais válidas de impulsionar a inovação. O FT tem um papel fundamental nisso. Por seu tamanho, sua curadoria e seu formato que permite que todo mundo encontre conteúdos que interessam ao seu dia-a-dia”, comentou a publicitária.

“Estamos vivendo centenas de transformações, muitas são, inclusive, disrupções completas de modelos. Minha percepção é que o momento que estamos vivendo é onde estamos nos dando conta que este movimento é sem volta, e que precisamos nos adaptar o mais rápido possível. Precisamos de referências, ideias, teorias e espaço para discuti-las e colocá-las em prática”, exaltou Daniele ao expor a sua visão sobre as constantes mudanças vividas atualmente e a importância de um momento de reflexão como o proposto pelo Festival da Transformação.

Para Daniele, o FT 2018 é um espaço para aqueles que buscam arejar suas ideias e buscar novas referências, trocando experiências e aprendendo com os erros e acertos de outros profissionais. “Serão mais de 350 palestrantes nacionais, internacionais e locais, escolhidos à dedo. Com certeza um deles pode trazer o insight que você tanto precisa”, exaltou.

Últimas Notícias:

Veja todas as notícias